O tempo não pára



Não há letra que espelhe de forma tão clara e bonita a passagem veloz do tempo. Por vezes, sem darmos conta voam horas, dias, semanas, meses e anos. Damos por nós estacados a olhar à janela, sem possível reacção. Talvez porque a paisagem é bela demais para arriscar novos horizontes. Talvez porque o medo de cair, depois de um salto, ecoe mais alto. Ou talvez pela simples comodidade de deixar a vida passar. 
Todos temos a ambição de mudar, de traçar novos rumos para a nossa vida. No entanto, tipicamente, ficamos estacados, apenas com o desejo de mudar. Sem dar luta. Apenas e simplesmente parados. Rodeados de uma falsa comodidade que nos parece a mais certa e a mais segura. Mas que não nos deixa ver a imensidão de cores que brotam ao abrir uma janela.



"Eu sei
Que a vida tem pressa
Que tudo aconteça
Sem que a gente peça
Eu sei

Eu sei

Que o tempo não pára
O tempo é coisa rara
E a gente só repara
Quando ele já passou

Não sei se andei depressa demais

Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui

Cantei

Cantei a saudade
Da minha cidade
E até com vaidade
Cantei
Andei pelo mundo fora
E não via a hora
De voltar p'ra ti

Não sei se andei depressa demais

Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui"

(música de: Mariza)

Comentários

WOOK - www.wook.pt

Mensagens populares